MANIFESTO

Nós do colegiado de Yoga do Brasil Dharmaparishad queremos a auto regulamentação e somos contrários à estruturação de qualquer organismo fiscalizatório, ligado à burocracia pública, com poderes de policia para disciplinar e fiscalizar uma doutrina filosófico-religiosa. Cabe lembrar que o yoga como filosofia é protegido pelo artigo 5º da Constituição Federal, bem como seu aspecto de tradição cultural, coberto no artigo 215º do mesmo texto. Entretanto as principais motivações sobre nossa oposição à regulamentação do yoga dentro de Conselhos corporativos, começam dentro do âmbito de pensamento yogue. Abaixo seguem algumas considerações sobre esta posição fundamentadas em princípios que permeiam o Yoga, tirados do Bhagavad-Gita, também conhecido como o Yogashastra.

  1. É impróprio do Yoga normatizar, regulamentar , restringir, excluir, delimitar
    “Quando sua mente tiver superado a confusão do erro, as tramas da ilusão, não te inquietarás com os cuidados e questões a respeito das doutrinas, nem com as disputas sobre os ritos, cerimoniais e outros enfeites dispensáveis da vestimenta da idéia espiritual” (Bhagavad-Gita, capitulo 2, verso 52).
  2. Não é próprio ao yogue fiscalizar e perseguir outro yogue
    “O yogui é afável para com todos, com a mente e atitude igual para com todos, amigos ou inimigos, parentes ou não parentes, compatriotas ou estrangeiros, santos ou pecadores, bons ou maus” (Bhagavad-Gita, capitulo VI, verso 9).
    “A tranqüilização de citta (mente) se demonstra pela amizade para com o feliz, compaixão pelo sofredor, alegria com o virtuoso e indeferença para com os maus” (Yogasutras de Patañjali, Samadhipada, sutra 33).
  3. É impróprio do yogue a busca por direitos corporativos, cartoriais, reservas de mercado
    “Seja o motivo de tuas ações ou pensamentos sempre o cumprimento de teu dever, sem te preocupares com teu sucesso ou insucesso, com teu ganho ou prejuizo pessoal” (Bhagavad-Gita, capitulo 2, verso 47).
    “Enleados nas teias do desejo, entregam-se à volúpia, à colera, prostituem suas mentes e seus sentimentos de justiça, aspiram acumular de riquezas por meios injustos com o fim de satisfazer seus desejos materiais”(Bhagavad-Gita, capitulo XVI, verso 12)

Dr. Ruy Alfredo de Bastos Freire Filho e o Deputado Federal Luiz Antonio Fleury

Dr. Ruy Alfredo de Bastos Freire Filho e o Deputado Federal Luiz Antonio Fleury

Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados

MOVIMENTO YOGA LIVRE
Luta contra o CONFEF/CREF e contra a Profissionalização do Yoga

CONFEF/CREF, a saber:

MOVIMENTO YOGA LIVRE, a saber:

Leave a Reply

Your email address will not be published.